Sexta, 21 de Junho de 2024
24°

Tempo nublado

Itaituba, PA

Concursos Oportunidade

Polícia Científica do Pará terá concurso com 246 vagas

Serão ofertadas vagas aos cargos de perito criminal, médico-legista e odontolegistas, que serão distribuídas para Belém, Altamira, Castanhal, Marabá e Santarém.

04/08/2023 às 07h47
Por: RB1Notícias Fonte: DOL
Compartilhe:
Polícia Científica do Pará terá concurso com 246 vagas

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplad), anunciou a confirmação do novo concurso para área fim da Polícia Científica do Pará (Pcepa). Ao todo, serão ofertadas 246 vagas aos cargos de perito criminal, médico-legista e odontolegistas, que serão distribuídas para a sede em Belém, e as demais coordenadorias de Altamira, Castanhal, Marabá e Santarém.

O edital oficial será lançado neste segundo semestre, com a data ainda a ser definida pela Seplad, após definição da banca organizadora do certame, e trará o detalhamento da distribuição do número de vagas para cada área de formação contemplada, período e valor da inscrição, além da data de aplicação da prova. Além disso, trará informações sobre outros períodos que envolvem o concurso, como data de divulgação do resultado, do teste de aptidão física dos aprovados, entre outras coisas.

A realização do concurso integra uma demanda da gestão da Pcepa junto ao Governo do Estado, que se mostrou favorável ao certame. “Tratamos com a Seplad sobre a necessidade de um novo concurso, com objetivo de aumentar o nosso efetivo para todas as nossas unidades da Polícia Científica. A confirmação para o preenchimento das 246 vagas, entre os cargos de perito criminal, médico-legista e odontolegistas, mostra a boa disposição do Governo em atender essa demanda”, disse o perito criminal Celso Mascarenhas, diretor-geral da Pcepa.

O último concurso da Polícia Científica ocorreu em março de 2019, sendo que em dezembro de 2020 o Governo do Estado nomeou 87 novos servidores, o que representou um aumento de 25% em relação ao efetivo da época. Com o preenchimento das 246 vagas do novo certame, o aumento previsto será acima dos 80%, em relação ao atual efetivo dos peritos criminais, médicos-legistas e odontolegistas.

“A importância desse efetivo será boa para segurança pública do Estado, já que o trabalho pericial produz laudos que são a prova técnica para elucidação de crimes. Se os números da violência estão diminuindo, a Polícia Científica tem participação e, com mais peritos, irá contribuir ainda mais”, concluiu Celso Mascarenhas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.