Sexta, 21 de Junho de 2024
24°

Tempo nublado

Itaituba, PA

Polícia Furto de energia

Com dívida de R$ 10 mil, Colônia de Pescadores é autuada em Altamira

Após uma perícia, a ligação foi cortada novamente e o responsável encaminhado para a Delegacia

18/07/2023 às 14h35
Por: RB1Notícias Fonte: Site Confirma Notícia / Polícia Civil
Compartilhe:
Foto: Marinaldo Barros
Foto: Marinaldo Barros

A Colônia de Pescadores foi alvo de uma operação contra furto de energia em Altamira, sudoeste do Pará, na noite da última segunda-feira (17). O responsável pelo imóvel foi encaminhado para a delegacia. Segundo informações da polícia, não é a primeira vez que as equipes da concessionária de energia Equatorial Pará encontra uma ligação irregular, conhecida popularmente como “gato” na Colônia de Pescadores.

A polícia informou ainda que a energia do local chegou a ser cortada outras vezes, mas o responsável pelo imóvel público teria refeito a ligação direta na rede de energia. A dívida seria de aproximadamente R$ 10 mil reais.

Polícias Civil e Científica estiveram no local para realizar a operação que combate o crime de furto de energia. Após uma perícia, a ligação foi cortada novamente e o responsável encaminhado para a Delegacia da cidade, onde prestou depoimento e permanece preso. Em seguida será feito uma negociação entre a Equatorial e o responsável para o débito ser pago.

Segundo a concessionária, ligações clandestinas de energia elétrica é crime e pode gerar prejuízos como falta de energia e oscilações no nível de tensão, além de causar acidentes graves e fatais como curtos-circuitos e morte por eletrocussão. Pelo menos 5 operações de grande impacto já foram registradas na cidade.

Em nota, a Equatorial informa que tem um plano de combate às perdas energéticas e para isso mobiliza equipes exclusivas para este tipo de ação, que fazem fiscalização em todo o estado. Além disso, o trabalho também é realizado com base em denúncias da população, que podem ser feitas por meio dos canais de atendimento, como aplicativo, site e Central de Atendimento por meio do número 0800 091 0196.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.