Sexta, 21 de Junho de 2024
24°

Tempo nublado

Itaituba, PA

Geral Ribeirinho

“Ribeirinho”, Sampleados lança nova temporada trazendo seres lendários, extraterrestres e as regiões das águas no Pará

Lendas, dança, música popular e a cultura ribeirinha se tornaram cenários dos 3 novos episódios do projeto que será lançado no dia 7 de julho deste ano, com o patrocínio da Equatorial Pará.

28/06/2023 às 15h09
Por: RB1Notícias Fonte: Ascom Equatorial
Compartilhe:
“Ribeirinho”, Sampleados lança nova temporada trazendo seres lendários, extraterrestres e as regiões das águas no Pará

Recheada de elementos regionais únicos, a nova temporada de Sampleados promete mergulhar o público em uma jornada fascinante pelas paisagens deslumbrantes e pelo imaginário da região ribeirinha do Pará. O açaí, o carimbó, as embarcações e as lendas amazônicas são alguns elementos registrados nos três novos episódios do projeto que possui o patrocínio da Equatorial Pará, através da Lei Semear, por meio da Fundação Cultural do Pará e Governo do Pará.

Intitulada “Ribeirinho”, a produção teve início em fevereiro deste ano, e chegou a receber, no Centro Cultural e Turístico Tancredo Neves (CENTUR), mais de 60 pessoas que participaram das audições para a seleção de parte do elenco que compõe essa temporada. Os cantores Naré, Zaynara, Ed Luz e os grupos de dança Cia Khaos, e Ananindance foram selecionados nas audições.

A nova temporada une nomes que despontam, assim como grandes artistas já consagrados do cenário musical paraense. O elenco ainda conta com as vozes e interpretação de Mariza Black, Suanny Batidão, Valéria Paiva, Raidol, Maderito, Cachorrão do Brega, Gabriel Pompeu e Valentina Farias e participação do grupo de dança Trilhas da Amazônia

Michelle Miranda, analista de Sustentabilidade da Equatorial Pará, destaca a importância do papel que o projeto tem de valorizar a cultura popular paraense e fazer com que, através do audiovisual, ela consiga alcançar novos públicos. 

“Incentivar e valorizar os artistas locais e os cenários da Amazônia é um dos propósitos da Equatorial Pará. Ficamos felizes de apoiar um projeto como o Sampleados, que reverbera essa cultura para outros espaços e faz com que mais pessoas conheçam o nosso estado”, destaca Michelle Miranda. 

O Parque dos Igarapés, a comunidade Piriquitaquara que fica na Ilha do Combu, o Bar da Rose, localizado no Porto Boa Vista no Acará, e até a casa de moradores que foram sets de filmagem, como a casa do Seu Ladi, morador que também participou das gravações, são alguns locais que tornam marcantes a produção. Promover o contato visual e levar um pouco da vida das pessoas que moram na beira do rio, e de como é a relação com a terra e com os alimentos é um dos desejos do diretor e idealizador da série, Léo Platô. “A maior parte da pesquisa foi feita a partir das vivências das pessoas que integram a série, que vivem essa realidade do transporte fluvial, que cresceram ouvindo as lendas e causos amazônicos, assim como diariamente se alimentam do Açaí e outras comidas tradicionais dessa região do Estado”, enfatizou ele.

O processo de construção dos episódios e curadoria das músicas da temporada levou semanas para ser concluído. “Cada episódio dessa temporada tem alguma história, desde a produção do roteiro até as filmagens. O processo perpassa por visitar outros sampleados, passar horas ouvindo outras composições, e tentando fazer com que elas conversem entre si”, explica Karol Peres, roteirista e produtora de elenco.

O primeiro episódio, intitulado "Ribeirinhos", aborda sobre a relação íntima que os moradores têm com os rios e a floresta, explorando a lenda do curupira, além de contar com a interpretação da música “Caboclo Sete Flechas”, pela cantora Mariza Black. 

Nesse mesmo episódio, Raidol dá vida ao personagem que tem traços de Curupira e da Mãe do Mato, entidades conhecidas por guardarem e protegerem a floresta, cabe ao artista também a interpretação da música "Curupira".

Raidol mergulhou de forma intensa para a interpretação do personagem que é tão marcante no imaginário amazônico. “Eu fui buscar entender e reaprender as nossas histórias para criar um personagem que fica entre uma mãe do mato e um curupira. Além disso, me preparei sentindo a energia do ambiente que estávamos gravando. Gravar no meio da mata é gravar com muitas energias em volta. Pedi licença pra essas energias para adentrar aquele espaço e usar meu corpo como um instrumento de arte”, contou Raidol.

Cantando o sucesso "Esse rio é minha rua" do compositor santareno, Ruy Barata, Valéria Paiva interpreta uma lavadeira na beira do rio. A cantora ainda contracena no episódio com o grupo Trilhas da Amazônia, e com os artistas Gabriel Pompeo e Valentina Faria.

Já o segundo episódio, chamado "Sampleados Lambadão", conta com a participação especial da cantora Suanny Batidão. A gravação desse episódio ocorreu em um bar localizado em um porto no município de Acará, no Pará. O terceiro episódio, intitulado "A Lenda da Eteia", conta a história de uma ET, personagem interpretada pela cantora Zaynara, que vem à Terra, e seduz o ribeirinho vivido pelo cantor Naré, que acaba indo pra uma festa de aparelhagem com a extraterrestre, o episódio ainda conta a com a participação de Maderito, da Gang do Eletro, e dos grupos de dança Khaos e Dukes.

 

Fomento do turismo

As belezas da temporada e os locais onde os artistas gravaram como na comunidade Boa Vista do Acará e na Ilha do Combu podem ser vivenciadas pessoalmente nas locações que já faziam parte de uma rota turística criada e operada pelos paraenses Raquel e Leandro Ferreira, da agência de turismo Monotour. O casal é sócio no negócio e realiza passeios turísticos focando na experiência e imersão amazônica. “É um trabalho que dá orgulho de mostrar pra todo mundo, o foco na nossa cultura, na nossa gente, na música que o povo canta. Pra gente que faz turismo de base comunitária é lindo demais ver que desde o processo de concepção as cenas respeitam, reconhecem e valorizam nosso povo”, conta Raquel Ferreira, que também participou com o esposo nas gravações dos novos episódios.

O projeto é liderado por Léo Platô, que assume a direção geral, produção musical de Will Love, assistência de direção e coordenação de Erika Siqueira, produção de elenco de Karol Peres, direção de fotografia de Juca Culatra, figurino e maquiagem de Baby Brutal, produção de logística de Sandro Santarém, making of de Kássio Geovanne e redes sociais de Jotavezinho.

O Sampleados pelos Interiores é um projeto que é itinerante no estado e busca difundir a cultura da região por meio do audiovisual tem patrocínio da Equatorial Pará, empresa que acredita e investe em projetos que valorizam a cultura local, através da Lei de Incentivo à Cultura SEMEAR, por meio da Fundação Cultural do Pará e Governo do Pará.

 

Websérie Sampleados:

Criada em 2015 como um experimento acadêmico por alunos de graduação em Comunicação Social de uma faculdade particular em Belém, a websérie Sampleados foi lançada com o objetivo de promover a visibilidade da cultura paraense. A nova temporada promete explorar ainda mais as riquezas culturais e naturais da região, proporcionando um mergulho único dos espectadores nas belezas das águas.

 

Serviço:

Os episódios serão lançados semanalmente, todas às sextas-feiras, a partir do dia 07 de Julho, no canal da TV Platô no YouTube

https://www.youtube.com/@platoproducoes

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.