Sexta, 21 de Junho de 2024
24°

Tempo nublado

Itaituba, PA

Polícia Prisão

Traficante procurado em 188 países é preso no PA: 'prisão mais importante do aeroporto nos últimos anos', diz PF

Condenado participou do envio de 281kg da droga à Bélgica, segundo as investigações.

18/05/2023 às 18h10
Por: RB1Notícias Fonte: G1 Pará
Compartilhe:
Homem preso e joias apreendidas com ele. — Foto: Ascom PF-PA
Homem preso e joias apreendidas com ele. — Foto: Ascom PF-PA

Um traficante de drogas procurado em 188 países pela Organização de Polícia Internacional (Interpol) foi preso pela Polícia Federal (PF) no aeroporto internacional de Belém. "Esta é a prisão mais importante do aeroporto nos últimos anos", afirmou a PF em nota nesta quinta-feira (18).

Condenado por levar 281 kg de cocaína do Suriname à Bélgica, o homem foi preso por meio de uma difusão vermelha da Interpol — espécie de mandado de prisão internacional.

"O traficante foi capturado às 23h50 da quarta (17), enquanto estava prestes a embarcar de Belém ao Suriname, após ter vindo de Macapá à capital paraense. Com ele, foram encontrados 94 gramas de ouro em joias", pontuou a PF.

A prisão foi ordenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que entendeu que foram cumpridos todos os critérios da lei brasileira na emissão vermelha, feitos pelo Escritório Central Nacional da Interpol belga.

Crime

Segundo a PF, o crime ocorreu no dia 12 de outubro de 2020, quando o condenado, junto com outros investigados, participou da exportação de 281 quilos para a Bélgica.

"Ele seria integrante da empresa exportadora, que enviou a droga do Suriname, escondida em uma carga de madeira, para uma empresa importadora europeia. Foram identificados outros membros da organização criminosa e outros possíveis carregamentos de entorpecentes que aportaram em portos belgas, em investigação da polícia local", detalhou a corporação.

O mandado de prisão europeu foi emitido em outubro de 2022, mas a difusão vermelha na Interpol saiu há dois meses. A prisão é para cumprir pena por organização criminosa e tráfico internacional de drogas.

Após audiência de custódia e interrogatório, o condenado fica à espera do pedido de extradição, para ser enviado à Bélgica, onde cumprirá pena.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.