Segunda, 16 de Maio de 2022
25°

Muitas nuvens

Santarém - PA

Cultura e Entretenimento Cultura

Projeto social Maré Mobilizadora oferece prêmios em dinheiro para desafio de comunicação e mobilização social para jovens do Estado do Pará

O objetivo é mobilizar as juventudes da Amazônia paraense para agirem em suas localidades a partir dos próprios olhares, para debater e comunicar sobre pautas como mudanças climáticas, direitos fundamentais e cidadania, em espaços físicos e virtuais, criando de forma colaborativa perspectivas mais sustentável para os territórios onde vivem.

11/05/2022 às 15h42 Atualizada em 11/05/2022 às 17h40
Por: RB1Notícias
Compartilhe:
Projeto social Maré Mobilizadora oferece prêmios em dinheiro para desafio de comunicação e mobilização social para jovens do Estado do Pará

Está aberto o Processo Seletivo do Projeto Maré Mobilizadora, uma jornada de formações online com desafios de comunicação e mobilização social que oferece prêmios em dinheiro e oportunidades únicas para os participantes que mais se destacarem.

A iniciativa é desenvolvida pela ONG Cooperação da Juventude Amazônida para o Desenvolvimento Sustentável (COJOVEM) com o apoio do Instituto Clima e Sociedade (ICS), dentro do Programa A Maré tá pras Juventudes, o qual tem o objetivo de mobilizar as juventudes da Amazônia paraense para agirem em suas localidades, sendo estimulados a debater e comunicar sobre pautas como mudanças climáticas, direitos fundamentais e cidadania, em espaços on e offline, cocriando perspectivas mais resilientes e sustentável para os seus territórios.

Para isso, o Projeto Maré Mobilizadora irá selecionar até 150 jovens paraenses ou residentes no Estado do Pará, com idades entre 16 a 35 anos, para participarem de 10 formações nas temáticas de meio ambiente, mudanças climáticas, direitos fundamentais, democracia, cidadania, comunicação e mobilização social. O principal objetivo é estimular o engajamento dessas juventudes  paraenses para comunicar sobre suas realidades através dos seus próprios olhares, evidenciando as narrativas de quem ama, sofre, vive e resiste em uma vida de luta nos territórios amazônicos.

Durante o processo seletivo de mobilizadores da Maré, serão priorizados candidates mulheres, pessoas negras, pessoas de comunidades tradicionais e pessoas da comunidade LGBTQIA+, bem como será levado em consideração a diversidade territorial dos selecionades dentro das regiões intermediárias do Pará (Altamira, Breves, Castanhal, Marabá, Santarém e Belém)

As juventudes serão divididas em grupos e receberão formações nos pilares dos Direitos fundamentais, Desenvolvimento territorial das Amazônias, Meio ambiente e Educação midiática, sendo desafiadas à comunicar o que aprenderam em espaços on e offline. Esses desafios contarão pontuações, que renderão mimos semanais e, ao final da jornada, os que mais pontuarem serão premiados com  R$7.000,00, R$5.000,00 e R$3000,00 para as equipes que mais se destacarem.

“As premiações em dinheiro tem como principal intuito reduzir as vulnerabilidades socioeconômicas das juventudes paraenses, assim como incentivar a formação de coalizões inovadoras e propositivas aqui no Pará, para que continuem a mobilizar enquanto coletivo e perpetuem lógicas de envolvimento da população amazônida na construção do seu próprio território. 

O Norte do Brasil possui o maior percentual de juventudes, segundo o IBGE, mas notamos uma carência de políticas públicas para as juventudes amazônidas que não mais podem ser ignoradas, principalmente com o advento da COVID-19 e a exacerbação das nossas vulnerabilidades frente a crise climática... Mas para isso ser possível precisamos nos mobilizar, engajar e compartilhar saberes que nos deem possibilidades e ferramentas para pautarmos e cocriarmos a maré que queremos ver em nossos territórios.”, diz Karla Giovanna Braga, Coordenadora de Gestão e Sustentabilidade do Programa A Maré tá pras Juventudes.

Além das premiações em grupo, as juventudes que se destacarem individualmente durante a Maré Mobilizadora serão convidados a assumirem o título de Embaixadores da Cooperação da Juventude Amazônida para o Desenvolvimento Sustentável e a integrarem o Rebujo da Maré, que consiste na cocriação de uma agenda de mitigação dos impactos da crise climática nas juventudes do Estado do Pará, uma oportunidade única e imperdível dentro desse próximo passo do Programa A Maré tá pras Juventudes.

Para se candidatar a juventude mobilizadora do Maré Mobilizadora e fazer parte dessa pororoca em defesa das juventudes na Amazônia, basta acessar o Edital disponível link http://bit.ly/maremobili e preencher o formulário de inscrição até o dia 16 de maio de 2022.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.