Domingo, 22 de Maio de 2022
29°

Poucas nuvens

Santarém - PA

Saúde Orientação

Tecnologia: PSM recebe implantação de Prontuário Eletrônico

_Toda equipe médica e de enfermagem estão atuando com registro do acolhimento do paciente totalmente informatizado.-

15/12/2021 às 18h17
Por: Da redação Fonte: Ascom/ HMS
Compartilhe:
Tecnologia: PSM recebe implantação de Prontuário Eletrônico

 

Agora todo o histórico de consultas e exames dos pacientes do Pronto Socorro Municipal (PSM) fica registrado no Prontuário Eletrônico (PEP). Essa é mais uma ação da gestão do Instituto Mais Saúde (ISMS) com objetivo de gerar ainda mais confiabilidade nos dados e mais eficiência aos atendimentos. Com o PEP, o diferencial é que cada setor tem os campos para o preenchimento das informações de acordo com suas especificidades.

Os dados podem ser acessados por toda equipe assistencial, permitindo continuidade no acolhimento hospitalar. Segundo o coordenador de TI do HMS e da UPA, Fabiano Guimarães, o sistema registra desde a entrada do paciente até a saída dele do Hospital. 

“Todos os plantonistas vão acompanhar todos os detalhes dos procedimentos que vai desde os medicamentos, exames e trocar de setor. O prontuário manual também realizava essa demanda, mas a diferença é que o eletrônico dá mais eficiência e ajuda muito na gestão hospitalar e organização quando se trata de faturamento”, disse.

 

Outro benefício do Prontuário é sobre a recorrência no atendimento, ou seja, todas as vezes que a pessoa precisar retornar ao PSM será possível buscar um histórico das comorbidades tratadas. Para a médica clínico geral, Maristella Nery, que atende no consultório do Pronto Socorro, a nova ferramenta vai facilitar o trabalho. 

“Nós recebemos o treinamento do responsável do TI, mas eu já usava em outro hospital particular que trabalho. É um grande ganho para os profissionais que trabalham aqui”, enfatizou.

Fabiano afirma que o prontuário em papel possui diversas limitações, entre elas a dificuldade de armazenamento, dificuldade de organização, acesso restrito, falta de padronização, elegibilidade, e fragilidade. “O PEP, além de não apresentar essas limitações, dá toda agilidade necessária para conduta médica em uma unidade de urgência e emergência”, finalizou.

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HMS foi o primeiro setor a receber a instalação do sistema e em seguida foi o Centro Cirúrgico. As clínicas médicas, cirúrgica e pediátrica já estão atuando com 80% das funcionalidades da plataforma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.