Segunda, 06 de Dezembro de 2021
26°

Muitas nuvens

Santarém - PA

Geral Equatorial Energia

Desfile de moda apresenta roupas recicladas feitas de uniformes que seriam incinerados

A coleção Energia, criada pelo estilista Tony Palha, mescla sustentabilidade, alta costura e criatividade. O Pará Virou Moda, projeto financiado pela Equatorial Energia gera renda e leva o nome da Amazônia para o mundo

23/11/2021 às 10h35
Por: RB1Notícias Fonte: Ascom Equatorial
Compartilhe:
Desfile de moda apresenta roupas recicladas feitas de uniformes que seriam incinerados

Na noite desta terça-feira (22), o projeto “ O Pará Virou Moda”, realizou o desfile da coleção Energia, no Armazém do Tempo, uniformes que seriam incinerados foram transformados em vestidos, saias, blusas, calças e a casacos. Um trabalho impecável do premiado estilista paraense, Tony Palha, que fica reutilização de tecidos.

Na passarela, o público pôde conferir como eram os uniformes dos colaboradores da empresa distribuidora energia. Em seguida, as modelos desfilavam os vestidos em vários estilos: longo, curti, mídi, com aplicação de estampas, desenhos e recortes. Surpreendente.

O evento contou com a presença de digital influencers, jornalistas, fashionistas, do superintendente da Equatorial, Fernando Pompeu, que destacou a importância da empresa financiar projetos que valorizam a Amazônia, seus profissionais e que tenham a sustentabilidade como principal motor. “Esse trabalho é encantador, pegar uniformes e fazer deles roupas incríveis é sensacional, a tendência é reutilizar, reciclar e gerar novos ciclos de vida a itens que seriam descartados”, explica Pompeu.

Além das roupas, as biojoias feitas de escama de peixe, semente de açaí e pedras também ganharam destaque. As matérias-primas são todas Amazônicas. A confecção das peças é feita por mulheres artesãs que estão em situação de vulnerabilidade social e egressas do sistema prisional.

Nesse sentido, o projeto Pará Virou Moda tem um papel importante: acolher essas mulheres, devolvendo assim a autoestima e gerando renda. Para a analista de sustentabilidade da Equatorial Energia, Michelle Miranda, patrocinar uma iniciativa assim é poder contribuir com o desenvolvimento sustentável do Pará, bem como ajudar na ressocialização dessas mulheres: “Projetos assim ajudam e salvam muitas vidas. Além de unir talento, moda e sustentabilidade num projeto só”, finaliza.

PRÓXIMOS PASSOS

Em dezembro, O Pará virou moda desembarca na Itália, a convite do “Mãos Ativas”, que atua na área da sustentabilidade e promoverá um evento de artesanato, cultura e moda neste período, ao lado de outras duas entidades, a “Anastácia Fashion” e a “OperaiaCascina”.

O “Pará virou Moda” também será tema de um desfile no mês de fevereiro, na embaixada italiana no Brasil, e de um editorial em Milão, com data a ser definida. Como explica Tiago Gomes, o projeto deve ganhar desdobramento em outra iniciativa: o “Fábrica dos Sonhos”.

“Queremos fomentar nossa cultura, nosso artesanato, evitar o descarte de materiais para trabalhar em cima da sustentabilidade, educar as pessoas para salvar o meio ambiente”.

PROJETO

Financiado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura (Lei Semear), Equatorial Energia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.