Quarta, 27 de Outubro de 2021
25°

Trovoada

Santarém - PA

Geral Equatorial

Uniformes que seriam incineradas viram peças de desfile de moda

O projeto Pará Virou Moda será lançado hoje com uma coleção de roupas altamente sustentáveis

21/09/2021 às 10h37
Por: RB1Notícias Fonte: Ascom Equatorial
Compartilhe:
Uniformes que seriam incineradas viram peças de desfile de moda

Será lançado na noite desta terça-feira, dia 21, o projeto "Pará Virou Moda". A iniciativa chega para inovar em criações de moda, utilizando uma dinâmica sustentável para elaboração de vestuário. Na ocasião será realizado um desfile no qual será apresentada uma coleção de roupas no estilo vintage, produzidas a partir do reaproveitamento de uniformes de trabalho que seriam incinerados. O evento ainda servirá de ponto de partida para uma futura exposição e comercialização de algumas peças produzidas pelo estilista internacional Tony Palha.

O projeto tem o patrocínio da Equatorial Energia Pará, apoio da Fábrica Esperança e da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Trabalho – SEMCAT/Ananindeua. Parte dessa exposição e comercialização será feita em Belém e fora do estado do Pará, oportunizando, dessa forma, a geração de renda em cada local para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A analista de responsabilidade social da Equatorial Pará, Michelle Miranda, fala da contribuição efetiva da empresa.

“Além de patrocinarmos essa iniciativa, nós também fomos responsáveis pela doação de milhares de uniformes dos nossos eletricistas e dos nossos colaboradores parceiros, da Dínamo e Endicon, à Fábrica Esperança. Essas peças seriam incineradas e como havia essa possibilidade de reaproveitá-las, resolvemos viabilizar essa prática sustentável que vai ajudar muitas pessoas”, explica Michelle.

A produção do desfile que ocorrerá hoje (21), mais o planejamento, o desenho e a montagem dos figurinos tudo foi profissionalmente elaborado em oficinas ministradas ao longo dos meses pelo Estilista, Tony Palha. Todo o trabalho foi executado por mulheres em situação de vulnerabilidade social, e moradoras do município de Ananindeua.

Além de peças de roupas, o projeto ainda dará luz aos trabalhos feitos de maneira artesanal no que diz respeito à confecção de acessórios. O simples artesanato deverá se transformar em semi joias, passando pelos saberes das mulheres, idosos, jovens e empresas que se identificam com a sustentabilidade no sentido de formação e geração de renda.

De acordo com o produtor cultural do Pará Virou Moda, Tiago Gomes, a iniciativa propõe desenvolver ações sustentáveis direcionadas a um processo educativo.

“Nossa preocupação é desempenhar um trabalho de estímulo à criatividade, raciocínio, formação de valores e atitudes éticas sociais. Utilizamos matéria prima da natureza e materiais recicláveis, demonstrando o cuidado com o meio ambiente, convertendo em forma de arte, assim mostrando o Pará de uma maneira mais rica”, destaca Tiago.

SERVIÇO

Local: Salão Nobre da Associação Comercial Paraense ACP, na Av. Presidente Vargas 158 ao lado do Banco do Brasil

Data e horário: 21 de setembro, às 19h.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.