Quarta, 22 de Setembro de 2021
33°

Poucas nuvens

Santarém - PA

Saúde Mudanças

Covid-19: Pará fecha hospital de campanha, admite defasagem de vacina e solta balanço econômico

Helder Barbalho fez comunicado em live na manhã desta quarta-feira (15) sobre mudanças no combate à covid-19.

15/09/2021 às 10h19 Atualizada em 15/09/2021 às 11h09
Por: Da redação Fonte: O Liberal
Compartilhe:
Covid-19: Pará fecha hospital de campanha, admite defasagem de vacina e solta balanço econômico

O Governador do Estado, Helder Barbalho, apresenta, neste momento, por meio de um pronunciamento, as mudanças nas estratégias de enfrentamento a pandemia da Covid-19 no Pará.

Ele iniciou apresentando dados de vacinação do Estado. Até o dia de hoje (15), 6.983.575 milhões de doses foram aplicadas, sendo 4.284.691 milhões com a 1ª dose e 2.698.884 milhões com a imunização completa (com 1ª e 2ª doses). Além disso, informou a quantidade de hospitais que foram abertos para atendimento de pacientes com a doença e a quantidade de leitos exclusivos que foram separados para essa demanda.

Foi apresentado também as taxas de ocupações de leitos adultos, sendo 28% dos leitos de UTI ocupados e 23,6% clínicos. Segundo o governador, número que continua reduzindo.

Hospital de Campanha de Belém será desativado

Sobre o Hospital de Campanha, não serão mais encaminhados pacientes para o local a partir deste momento. Ele será substituído pelo Hospital Santa Terezinha, localizado na Avenida Magalhães Barata nº277. No local existirão 120 leitos para atendimento exclusivo de covid-19, sendo 60 clínicos e 60 de UTI.

Hangar tem atualmente 18 leitos ocupados de UTI (Agência Pará)

O governador explicou como será feito o processo: "A partir de agora, nenhum paciente será encaminhado para o Hangar. Com isso, os pacientes de covid-19 serão encaminhados para o Hospital Santa Terezinha. Os doentes que estão no Hangar, gradativamente, receberão alta e, durante um período entre 15 dias a um mês, fecharemos, definitivamente, o Hospital de Campanha do Hangar.

Pará está com defasagem de 1,4 milhãos de doses

O governador do Pará também revelou que o estado está em defasagem de 1,4 milhão de doses de vacinas contra covid-19. Por isso, ainda não teria sido possível chegar a todas as pessoas que necessitam de imunização. A proposta é ampliar a oferta de vacina.

"Estamos dialogando com o Ministério da Saúde para aumentar a oferta de vacina. A Vigilância Sanitária aponta defasagem de vacinas enviadas ao Estado do Pará. Pedimos que o MS reponha 1,4 milhão de doses para repor a oferta e acelerar a vacinação da população de 12 anos para mais", afirmou o governador.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.