Quarta, 22 de Setembro de 2021
33°

Poucas nuvens

Santarém - PA

Alerta Orientação

Agosto Lilás: Colaboradores do HMS e UPA são incentivados a denunciar casos de violência doméstica

A ação foi realizada pela equipe do psicossocial em parceria com a Fundação ParáPaz.

27/08/2021 às 16h10 Atualizada em 27/08/2021 às 16h16
Por: Da redação Fonte: Ascom - UPA e HMS
Compartilhe:
Agosto Lilás: Colaboradores do HMS e UPA são incentivados a denunciar casos de violência doméstica

 

A equipe multiprofissional do Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas participaram ontem e hoje, 27 de agosto, de uma programação que levou informações sobre violência doméstica, em referência ao Agosto Lilás. A palestra foi realizada pela coordenadora do ParáPaz, Maria de Castro, esclareceu sobre as formas de violência contra a mulher – física, psicológica, sexual, moral e patrimonial. Organizada pelo setor psicossocial das duas Unidades, a ação incentivou os participantes a denunciarem todo tipo de agressão.

Na oportunidade, a coordenadora esclareceu também sobre como receber ajuda em situações de violência, entre elas, a de assistência às vítimas, procedimentos processuais, atuação do Ministério Público e do Judiciário e medidas protetivas de urgência.

“Nós explicamos para as trabalhadoras e trabalhadores das Unidades de saúde quais as situações vividas por alguém que sofre violência doméstica. Infelizmente, existem mulheres que não percebem quando estão vivendo violência psicológica, por exemplo. O nosso objetivo é informar sobre as possibilidades de se defender e como procurar ajuda. Esses profissionais podem ser multiplicadores e orientar os colegas de trabalho e quem sabe até dos pacientes”, explicou Maria.

Para a psicóloga do HMS, Lígia Ferreira, a ação tem como objetivo alertar as mulheres e até homens sobre os sinais da violência, mesmo que em situações consideradas simples. Segundo ela, durante a pandemia os índices de agressão cresceram e muitos casos a ajuda da delegacia partiu de parentes ou vizinhos.

“Nos dois hospitais temos mais de 700 profissionais e não sabemos quem pode estar vivendo violência dentro de casa ou até mesmo que tem conhecimento de alguém que esteja sofrendo, queremos que as informações repassadas hoje os motivem a ajudarem ou serem ajudados”, disse.

Maria de Castro informou os canais e local para realizar as denúncias, que são elas: 190 (NIOP), 180 (atendimento nacional), ou comparecer na delegacia da mulher do município para denunciar de forma direta ou anônima.

A campanha “Agosto Lilás” tem o objetivo de divulgar, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o fim da violência de gênero e ocorre durante o mês de agosto em alusão à Lei Maria da Penha, que completou 15 anos no último dia 07.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.