Quarta, 22 de Setembro de 2021
33°

Poucas nuvens

Santarém - PA

Saúde Prevenção

Colaboradores do HCS participam de ação em alusão ao “Julho Amarelo”

A Unidade teve a parceria do CTA e realizou uma ação no Dia Mundial de Combate às Hepatites B e C.

29/07/2021 às 12h01 Atualizada em 29/07/2021 às 14h17
Por: Da redação Fonte: Ascom - HCS
Compartilhe:
Colaboradores do HCS participam de ação em alusão ao “Julho Amarelo”

Os profissionais que atuam na linha de frente do combate a covid-19 no Hospital de Campanha de Santarém (HCS) receberam, no dia 28 de julho, orientações sobre os cuidados necessários para evitar situações de risco para contágio das hepatites virais, em alusão ao “Julho Amarelo”. A equipe participou também de testagem rápida das hepatites B e C, HIV e sífilis. As ações contaram com a parceria do Centro de Testagem e Aconselhamento CTA/SAE.

Para a Técnica de Segurança do Trabalho, Marcele Araújo, é de suma importância que os profissionais que atuam no Hospital realizem exames periódicos e sigam os protocolos de segurança para prevenir doenças e contágios.

“Sempre há o risco de alguma exposição, por isso é necessário desenvolver ações preventivas não só na data de hoje, mas constantemente”, alertou.

A ação durou cerca de 4 horas e foi organizada para que os colaboradores pudessem participar de maneira ordenada sem trazer prejuízos aos atendimentos clínicos dos pacientes.

O Dia Mundial das Hepatites Virais foi instituído em 2010 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), quando são efetivadas ações relacionadas à luta contra as hepatites virais, que são transmitidas exclusivamente pelo contato direto com o sangue contaminado e que acometem o tecido hepático fígado.

O diagnóstico da doença é feito através de exame de sangue, tendo também a opção de Teste Rápido (TR), com a realização em torno de 20 minutos e, conforme o resultado, a pessoa recebe orientações e encaminhamentos. Dados da OMS mostram que 400 milhões de pessoas em todo o mundo devem estar infectadas pelos vírus das hepatites B e C.

Sintomas

As Hepatites são doenças silenciosas, mas que em alguns casos manifestam  sintomas como cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, dor de cabeça, urina escura e fezes claras.

Prevenção

Para evitar a transmissão das hepatites B e C, orienta-se o uso de preservativos; não compartilhamento de instrumentos de manicure e pedicure; não uso de lâminas de barbear ou depilar de outras pessoas; não compartilhar agulhas e seringas e exigir de materiais descartáveis em estúdios de tatuagem e piercings, usar luvas para realizar procedimentos que tenham contato com sangue de terceiros.

A vacina contra o tipo B está disponível na rede pública e sua imunização ocorre em três doses. A faixa de imunização abrange homens e mulheres até 49 anos. Na rede privada, pode-se tomar a vacina combinada contra as hepatites A e B.

Grupo de risco

Pessoas que compõem o chamado grupo de risco são profissionais do sexo, trabalhadores da área de saúde, coletores de lixo, usuários de drogas injetáveis e por meio do compartilhamento de cachimbo, vítimas de abuso sexual, doadores de sangue, pessoas reclusas, entre outras.

De acordo com a técnica de segurança do trabalho, a prevenção é o melhor caminho. Ela reforça que é importante utilizar material esterilizado ou descartável em manicures, estúdios de tatuagem, acupuntura, serviços de saúde e procedimentos médicos e odontológicos.

 “Não compartilhe escovas de dente, alicates de cutícula e lâminas de barbear ou depilar. Evite o contato com águas contaminadas, lave bem as mãos e cozinhe bem os alimentos. Utilize preservativo em todas as relações sexuais”, pontuou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.