Cidades Meio ambiente

Com alta de 62%, Pará lidera desmatamento na Amazônia nos últimos 12 meses

Foram derrubados 2.909 km² de floresta no período, uma área quase o dobro da cidade de São Paulo.

08/08/2020 08h18
Por: RB1Notícias Fonte: G1 Pará
Povos indígenas de Rondônia em meio à floresta amazônica. (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)
Povos indígenas de Rondônia em meio à floresta amazônica. (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

Entre os nove estados que compreendem a Amazônia Legal, o Pará ocupa o topo do ranking do desmatamento nos últimos 12 meses, segundo o Sistema de Alerta de Desmatamento, desenvolvido pelo Imazon. Somente no estado, foram derrubados 2.909 km² de floresta no período, uma área quase o dobro da cidade de São Paulo.

"O Pará teve um aumento de 62% no desmatamento e lidera a lista dos estados responsáveis pela destruição durante os últimos doze meses. Ao todo, foram 2.909 km² de floresta derrubados apenas em território paraense", informa a nota do Imazon.

Em toda a Amazônia, segundo a organização, 6.536 km² de floresta nativa foram derrubados, um aumento de 29% em comparação com o ano anterior. A análise compreende os meses entre agosto de 2019 e julho de 2020.

 Polícia ouve testemunhas de desabamento de reservatório de água em Almeirim

O que mais chama atenção da entidade são as áreas que concentram grandes taxas de desmatamento: dos dez municípios que mais desmataram a Amazônia nos últimos 12 meses, seis ficam no estado. Na devastação registrada em julho na Amazônia, 59% ocorreu em áreas privadas.

O avanço do desmatamento em Terras Indígenas é outro ponto que preocupa.

"A Terra Indígena Apyterewa, localizada em São Félix do Xingu, sudeste do Pará, foi o principal alvo dos desmatadores. As TIs Cachoeira Seca do Iriri e Ituna/Itatá, ambas também no Pará, estão na lista das que mais perderam floresta dentro de seus territórios", aponta o Imazon.

Na quinta-feira (6), o governo federal decidiu interromper as ações de combate a crimes ambientais em terra indígena no Pará, um dia após o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ter visitado a região e ter sido alvo de protestos. O grupo que fez o ato chegou a impedir a decolagem de um avião e um helicóptero. Nesta sexta (7), o governo voltou atrás e decidiu manter as ações.

 Fumaça chama atenção de moradores no bairro Independente II, em Altamira

A cidade que mais desmatou a floresta amazônica no período foi Altamira, no sudeste do Pará. Em um ano, foram destruídos 540 km² de área verde do município.

São as 10 cidades que mais desmataram a Amazônia de acordo com o Imazon:

  1. Altamira (PA)
  2. Lábrea (AM)
  3. São Félix do Xingu (PA)
  4. Porto Velho (RO)
  5. Itaituba (PA)
  6. Feijó (AC)
  7. Novo Progresso (PA)
  8. Portel (PA)
  9. Pacajá (PA)
  10. Boca do Acre (AM)

O Imazon destacou a participação do governo federal no avanço do desmatamento na Amazônia.

“Será difícil conter o desmatamento se o governo continuar a intenção de alterar a legislação fundiária para legalizar áreas desmatadas e invadidas ilegalmente. A grilagem de terras públicas é um vetor do desmatamento, que é estimulado com a expectativa de anistia e legalização”, afirmou Brenda Brito, pesquisadora-associada do Imazon.

O climatologista Carlos Nobre lembra que governos que investiram em ações de combate ao crime ambiental conseguiram diminuir o desmatamento na região em mais de 30%, em comparação com os dados atuais.

"Efetivas ações de fiscalização e combate ao crime ambiental fizeram os desmatamentos chegarem a cerca de 4,5 mil km² em 2012. Estamos muito longe deste cenário", compara Nobre.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para receber as principais notícias do Portal RB1 no Whatsapp.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Santarém - PA
Atualizado às 04h21 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 24° Máx. 33°

24° Sensação
8.1 km/h Vento
71.6% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (30/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.