Saúde Pará

Estudo sobre covid-19 no Pará ficará pronto no mês de agosto

Ao todo, 27 mil testes serão realizados em 52 municípios paraenses nas próximas semana.

08/07/2020 08h06
Por: RB1Notícias Fonte: O Liberal
Os testes já foram realizados em Belém e Ananindeua; agora seguem para o interior. | Foto: Agência Pará
Os testes já foram realizados em Belém e Ananindeua; agora seguem para o interior. | Foto: Agência Pará

A previsão do Governo do Estado é que em agosto próximo finalizado o perfil da incidência da covid-19 no Pará. O quadro da doença entre os paraenses está sendo viabilizado por meio da aplicação de testes rápidos em 52 municípios paraenses, trabalho que começou no dia 30 de junho mobilizando estudantes e educadores  da Universidade do Estado (Uepa) e técnicos da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O objetivo é que a partir dele se tracem políticas públicas de combate e controle da doença em todas as regiões do Pará.

“Este estudo é importante para podermos pensar em políticas de combate e controle à covid-19, de forma mais eficiente, pois se faz necessário conhecer como esse vírus se propagou e sobre a sua prevalência, ou seja, como está atualmente no Pará. A ideia é que a Secretaria de Saúde possa ter um panorama da situação da covid-19 no Estado, que tem uma dimensão continental; portanto, a pesquisa irá dar um perfil de todo o Estado nas suas diversas regiões e assim as políticas públicas poderão ser mais assertivas com relação ao avanço da pandemia no Estado”, ressalta o geógrafo Clayton Chagas, vice-reitor da Uepa e coordenador do estudo.

Serão aplicados 27 mil testes, divididos em 3 fases (9 mil em cada fase) em  52 municípios, na zonas rural e urbana. Até o momento, foram aplicados 650 testes, sendo 480 em Belém e 170 em Ananindeua.  “Os testes aplicados ontem e hoje ainda não foram contabilizados. Apenas dessas duas cidades onde já foi concluída a primeira fase”, relata o coordenador do estudo.

A previsão do Governo do Estado é que em agosto próximo finalizado o perfil da incidência da covid-19 no Pará. O quadro da doença entre os paraenses está sendo viabilizado por meio da aplicação de testes rápidos em 52 municípios paraenses, trabalho que começou no dia 30 de junho mobilizando estudantes e educadores  da Universidade do Estado (Uepa) e técnicos da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O objetivo é que a partir dele se tracem políticas públicas de combate e controle da doença em todas as regiões do Pará.

 

“Este estudo é importante para podermos pensar em políticas de combate e controle à covid-19, de forma mais eficiente, pois se faz necessário conhecer como esse vírus se propagou e sobre a sua prevalência, ou seja, como está atualmente no Pará. A ideia é que a Secretaria de Saúde possa ter um panorama da situação da covid-19 no Estado, que tem uma dimensão continental; portanto, a pesquisa irá dar um perfil de todo o Estado nas suas diversas regiões e assim as políticas públicas poderão ser mais assertivas com relação ao avanço da pandemia no Estado”, ressalta o geógrafo Clayton Chagas, vice-reitor da Uepa e coordenador do estudo.Serão aplicados 27 mil testes, divididos em 3 fases (9 mil em cada fase) em  52 municípios, na zonas rural e urbana. Até o momento, foram aplicados 650 testes, sendo 480 em Belém e 170 em Ananindeua.  “Os testes aplicados ontem e hoje ainda não foram contabilizados. Apenas dessas duas cidades onde já foi concluída a primeira fase”, relata o coordenador do estudo.

 

“Ainda não será possível dar um balanço ou algum resultado, visto que as informações ainda vão ser processadas e os dados tabulados. A previsão para este processo de tabulação é em torno de uma semana após o término de cada fase, para então fazer a análise. No entanto, a pesquisa está dividida em três fases. A primeira fase tem previsão para encerrar no dia 11 de julho, incluindo a realização da pesquisa em todos os 52 municípios. Depois de 15 a 20 dias, esse método (teste rápido + questionário) será repetido mais duas vezes para, finalmente, concluir as três fases”.

“Ao término da primeira fase, dia 11 deste mês, é possível chegar a algumas conclusões, principalmente, em relação à prevalência da covid no Estado. No entanto, acredito que somente depois de concluir as três etapas é que poderemos falar sobre um resultado mais consistente e que mostre a realidade”, acrescenta.

Terminada a etapa em Belém e Ananindeua, a pesquisa parte, agora, para outras regiões do Pará. São oito regiões com base na divisão de regiões de regulação da Sespa.

O professor ressalta que o estudo mobiliza 208 discentes da área da saúde, vinculados na sua grande maioria ao curso de Enfermagem da Uepa. Eles executam o processo de coleta de dados nas ruas. “Percebemos nessa primeira semana que a pesquisa, além de produzir e aplicar questionários e testagens, se tornou também educativa. A população tem muitas dúvidas e os nossos pesquisadores também fazem orientações, especialmente, sobre as formas de prevenção da doença”, afirma.

As regiões e municípios na pesquisa são:

REGIÃO ARAGUAIA

1 - São Félix do Xingu

2 - Redenção

3 - Santana do Araguaia

4 - Conceição do Araguaia

5 - Xinguara

6 - Ourilândia do Norte

7 - Santa Maria das Barreiras

BAIXO AMAZONAS

8 - Santarém

9 - Oriximiná

10 - Monte Alegre

11 - Almeirim

12 - Terra Santa

CARAJÁS

13 - Marabá

14 - Parauapebas

15 - Tucuruí

16 - Tailândia

17 - Novo Repartimento

18 - Dom Eliseu

19 - Eldorado dos Carajás

20 - São Geraldo do Araguaia

MARAJÓ OCIDENTAL

21 - Breves

22 - Portal

23 - Curralinho

24 - Gurupá

NORDESTE

25 - Castanhal

26 - Bragança

27 - Paragominas

28 - Capanema

29 - Ipixuna do Pará

30 - Viseu

31 - Ulianópolis

32 - São Domingos do Capim

33 - Tracuateua

34 - Ourém

35 - Quatipuru

BAIXO TOCANTINS, MARAJÓ ORIENTAL E RMB

36 - Belém

37 - Ananindeua

38 - Abaetetuba

39 - Cametá

40 - Igarapé Miri

41 - Vigia

42 - Muaná

43 - Oeiras do Pará

44 - SoureTAPAJÓS 

45 - Itaituba

46 - Rurópolis

47 - Novo Progresso

48 - Trairão

XINGU

49 - Altamira

50 - Pacajá

51 - Uruará

52 – Medicilândia

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para receber as principais notícias do Portal RB1 no Whatsapp.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Santarém - PA
Atualizado às 17h05 - Fonte: Climatempo
30°
Poucas nuvens

Mín. 24° Máx. 31°

34° Sensação
9 km/h Vento
70% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (01/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 33°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.